Visto de Trabalho EUA: Como Tirar? Realidade dos Brasileiros



Para obter o visto e se mudar para os EUA, é preciso ter uma proposta concreta para trabalhar.

Além de conseguir boas oportunidades, o visto para trabalhar nos EUA é pré-requisito para pleitear o Green Card, o visto permanente de imigração naquele país. Mas é importante pesquisar alguns detalhes: proficiência em inglês, qualificação profissional e nível de escolaridade contam pontos no momento de solicitar a autorização de entrada.

Visto de Trabalho EUA

visto eua de trabalho

É importante também descobrir se há vagas em sua área de trabalho na cidade para você vai viajar. O ideal é já ter uma proposta concreta. Muitos brasileiros pensam em juntar algum dinheiro e depois voltar para cá. As disponibilidades, no entanto, são para profissionais bem qualificados. A ideia de ir lavar pratos ou trabalhar em lanchonetes está muito distante da realidade americana. Ninguém vai obter o visto para trabalhar nos EUA como servente de pedreiro, copeiro ou garçom, por exemplo.

É preciso ter inglês fluente?

Antes de imaginar a possibilidade de trabalhar nos EUA, é preciso dominar o inglês. Ele será necessário em todos os relacionamentos. Em algumas cidades do oeste e na Flórida, saber espanhol também ajuda, já que as colônias de países latino-americanos são grandes em São Francisco e Miami.

trabalhar nos eua

A burocracia e a documentação

Mesmo nos casos de empregos temporários, inclusive para participar de treinamentos profissionais, o visto para trabalhar só é fornecido para quem consegue comprovar que tem condições para se manter, junto ao Serviço de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS); o futuro empregador deve apresentar um pedido de trabalho. O contratante deve preencher o formulário I-129, anexar documentos e recolher uma taxa. Apenas depois desta exigência burocrática o viajante deve agendar a entrevista no consulado americano.

O visto H-1B é concedido a especialistas pré-contratados. É preciso comprovar formação universitária ou qualificações específicas e diferenciadas (como ser artista ou atleta). A petição é deferida (ou não) pelo USCIS.

O visto H-2B é requerido por trabalhadores que vão desenvolver atividades sazonais, qualificadas ou não. O empregador precisa de um certificado emitido pelo Departamento do Trabalho americano, confirmatório de que não há trabalhadores nascidos no país aptos ao desenvolvimento das tarefas. O visto H-3 é destinado a pessoas que vão desenvolver estágios. Quem obtém qualquer dos vistos H, se desejar estudar nos EUA, não precisa requerer o F-1 (visto exclusive para estudantes).

A realidade do trabalho de brasileiros nos EUA, como é? Confira a o vídeo abaixo:

+ Leia também: Passo a Passo para Tirar Visto Americano

Uma vez aprovada a petição para qualquer tipo de visto H, é necessário solicitar também o visto de viagem. Para isto, é preciso reunir os seguintes documentos: passaporte válido, extrato bancário ou de cartão de crédito internacional (para comprovar a possibilidade de se manter nos primeiros meses nos EUA), comprovante de residência, foto 5×7 cm, recibo original do pagamento bancário referente ao pagamento do visto, cópia do formulário I-797 (preenchido no site do consulado dos EUA – https://usvisa-info.com).

Com esta documentação, chega hora da entrevista no consulado. Mas, com a aprovação do USCIS, não há problemas nesta etapa. É preciso agendar com uma semana de antecedência. Nas embaixadas, não é permitida a entrada com sacolas, bolsas e mochilas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *