Pedido de Green Card para Viver nos Estados Unidos



Green Card é o visto permanente de estrangeiros para os EUA. É uma espécie de naturalização.

A vida dos imigrantes ilegais nos EUA está cada vez mais difícil. A fronteira com o México está cada vez mais bem guardada e, mesmo para quem consegue entrar, a intolerância com estrangeiros piora dia a dia. Para completar, o acirramento da guerra do narcotráfico no México torna as travessias cada vez mais perigosas. Quem pretende se estabelecer definitivamente na América do Norte deve fazer o pedido do Green Card – oficialmente, United States Permanent Resident Card, ou cartão de residência permanente nos EUA.

Pedido de Green Card para Morar nos EUA

green card eua

O Green Card – um pequeno cartão que, apesar do nome, não é verde – dá direito ao estrangeiro de morar, estudar e trabalhar legalmente por tempo indeterminado. Além disto, o estrangeiro “legalizado” pode entrar e sair dos EUA livremente, sem correr o risco de ser barrado no aeroporto, pelos agentes da alfândega. O documento é concedido pelo Departamento de Estado.

Estrangeiros em situação irregular, em um eventual retorno para o país, são deportados sem direito de nem ao menos retirar seus pertences. Se tiverem adquirido imóveis e outros bens estes serão confiscados pelo governo americano.

Por estas e outras razões, o Green Card é tão desejado. Mas ele não é destinado a todos: de acordo com a legislação americana, existem grupos específicos que podem solicitar o visto de permanência sem tempo definido. Um deles é a loteria.

Loteria

Todos os anos, o governo americano reserva certo número de Green Cards para estrangeiros provenientes de determinados países. O processo é efetuado mediante cadastro das pessoas interessadas. Caso haja mais candidatos do que cartões disponíveis – e sempre há –, é realizado um sorteio, a cargo do Departamento de Estado. Mesmo tendo que contar com a sorte, a concorrência é menor do que em outros tipos de loterias.

No momento, os brasileiros estão impedidos de participar dos sorteios de Green Cards, em função do grande número de imigrantes tupiniquins que já vivem regularmente nos EUA. Alterações nas regras podem ser acompanhadas no site do Departamento de Estado: www.dvlottery.state.gov.

Casamento

É outra forma de obter o Green Card. De acordo com a lei americana, todo estrangeiro que se case com um americano nato tem direito à regularização de sua permanência no país. O processo é bem conhecido no país, especialmente por causa dos casamentos arranjados, que já foram tema de uma infinidade de filmes e seriados.

Além do casamento, são candidatos ao Green Card os seguintes parentes de americanos: filhos casados de qualquer idade ou solteiros maiores de 21 anos que morem no exterior (os menores de idade têm a permanência garantida), além de irmãos que não vivam nos EUA.

Patrocínio de empregadores

Como qualquer país do mundo, os EUA também têm interesse em manter cientistas e técnicos especialmente importantes para a economia do país. Qualquer pessoa com visto de trabalho pode ser candidata ao Green Card. Quase sempre, ele é concedido para graduados em nível superior ou profissionais com conhecimentos especializados.

O pedido deve partir da empresa contratante, que precisa justificar a necessidade de manter o estrangeiro em seu quadro de pessoal – por exemplo, para o desenvolvimento de novas tecnologias que dependem de suas habilidades. Isto significa que o empregador tem de provar que não há, entre os cidadãos americanos, ninguém que possa substituir o trabalhador estrangeiro. É um processo bastante difícil.

Green Card ilegal

Em diversos países do mundo, e nos EUA também, há um mercado negro de Green Cards. São falsificadores que vendem o documento por preços astronômicos. Algumas falsificações, no entanto, são tão grosseiras, que nem permitem ao “esperto” visualizar a paisagem ianque. Ele fica detido em uma sala do aeroporto, esperando a deportação.

Mesmo que consiga entrar no país e desenvolver atividades teoricamente legais por um período, comprar um Green Card é uma atividade de risco, que pode resultar em multas e prisão. Neste caso, o “sonho americano” desaparece para sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *